Total Clipping





Lembrar login/senha

Gerente do BB preso por roubo a banco

11/08/2015

Operação da Polícia Civil desarticulou uma quadrilha especializada em assaltos a bancos no Ceará. Entre os integrantes, estava Antônio David Fernandes Almeida, 34, gerente da agência do Banco do Brasil, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza. Ele é acusado de passar informações internas privilegiadas e de simular sequestros.  

 

Segundo o delegado adjunto da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Diego Barreto, esta foi a primeira vez na história da Polícia Civil do Ceará, que foi efetuada a prisão de um gerente de banco por participação direta com a quadrilha de assaltantes de banco. “É um caso inédito. O papel dele era o de passar informações sobre os valores que circulavam na agência. Ele, inclusive, marcava reuniões com os integrantes da quadrilha, na própria residência, para traçar o plano criminoso. Mas, durante a ação, ele fazia um teatro como se fosse vítima, mas na verdade ele estava dentro do grupo criminoso”. O delegado informou, também, que durante a prisão do gerente dentro da agência bancária, foi apreendido junto com ele um aparelho para captar dados dos clientes, conhecido como “chupa cabra”.

 

Prisão

 

Além do gerente, a Polícia também prendeu em flagrante: Kardel Pereira Bertoldo, 32; Dênis Ferreira de Moura, 29, e Marcos Fernando Monteiro Marques, 28, também conhecido como “Chico Chicó”, apontado como o chefe da quadrilha. Os homens tinham mandados de prisão em aberto por assalto e latrocínio (roubo seguido de morte).

 

De acordo com o delegado titular da DRF, Raphael Vilarinho, a operação teve início na última quinta-feira (6) e seguiu até sábado (8). “Eles foram presos enquanto estavam se organizando para praticar um novo assalto, dessa vez no Banco do Brasil de São Gonçalo do Amarante, mas nós nos antecipamos”, disse. Com eles, a Polícia apreendeu um fuzil AK-47, de fabricação tcheca, além de uma pistola ponto 40, munições, dois malotes vazios do Banco do Brasil e um drone (equipamento que captura imagens aéreas).

 

“Eles utilizavam o drone para levantar de informações da rotina do banco e de seus funcionários, inclusive, fotografando o carro e a residência de funcionários, de forma que o criminoso que estava manuseando estava em segurança, levantando as informações sem visibilidade. É um equipamento atípico. Esta é a primeira vez que apreendemos um desses”, afirmou o delegado Eduardo Tomé.

 

No Ceará

 

Raphael Vilarinho explica que o grupo atuava no Ceará há cerca de cinco anos. “Eles atuavam sempre cometendo crimes na modalidade sapatinho, que é quando há o sequestro do gerente e de seus familiares, obrigando o funcionário do banco a pegar o dinheiro que está no cofre. Há muito tempo, a gente vem investigando, mas só agora conseguimos chegar aos integrantes”. O delegado informou, ainda, que a quadrilha era responsável por, pelo menos, sete assaltos a bancos no Ceará. O último foi realizado no município de Chorozinho, em junho.

De acordo com Diego Barreto, outras duas pessoas estão sendo investigadas por envolvimento nos crimes. “Também estamos investigando a participação deles em assaltos a bancos registrados em outros estados do Brasil”, comentou. Os suspeitos foram autuados por associação criminosa, receptação, porte e posse ilegal de arma de fogo.

 

 

(Fonte: Jornal O Estado)

 

Outras Notícias


Rodape

Todos os direitos reservados - Total Clipping de Notícias LTDA
Fone (85) 3021.4709